Uma Visão da Medicina Ocidental sobre a Ação da Acupuntura



Dentro do conhecimento atual de fisiologia, a acupuntura é um método de estimulação neurológica em receptores específicos, com efeitos de modulação da atividade neurológica em três níveis – local, espinhal ou segmentar, e supra-espinhal ou suprasegmentar.
Já em 1921, Goulden concluiu sobre a participação do Sistema nervoso autônomo na acupuntura, através dos nervos simpáticos, observando também que os pontos de acupuntura possuem impedância menor entre si que os pontos próximos ou circunjacentes. (Goulden E A 1921 The treatment of sciatica by galvanic acupuncture. British Medical journal 1:523-524)
Chiang e Cols, em 1973, demonstraram que o efeito da acupuntura é conduzido através dos nervos, ao constatarem que o estímulo acupuntural não surtia efeito quando aplicado em área bloqueada por anestésico local. (Chiang C Y, Chang C T, Chu H L, Yang L F 1973 Peripheral afferent pathway for acupuncture analgesia. Scientia Sinica 16:210-217.)
Chan, 1984, concluiu que muitos dos pontos de acupuntura correspondem a locais de penetração das fibras nervosas na fáscia muscular, 309 pontos estão localizados sobre terminações nervosas e 286 pontos localizados sobre os principais vasos sanguíneos, rodeados pelos Nervi vasorum, a inervação própria dos vasos sanguíneos. Alguns pontos de acupuntura correspondem aos pontos gatilhos (Trigger points, em inglês), que são pontos localizados na musculatura, sensíveis ao toque e que condicionam o surgimento de sintomas à distância, como dores de cabeça, por exemplo. (Chan S H. What is being stimulated in acupuncture: evaluation of the existence of a specific substrate. Neurosci Biobehav Rev. 1984 Spring;8(1):25-33)
Em 1985, foi descoberto que a aplicação de agulhas de acupuntura estimulava fibras nervosas específicas e que as sensações produzidas pelo estímulo por acupuntura correspondem àquelas experimentadas pelo estímulo das fibras nervosas do tipo A delta (A δ), como choque, sensação de peso ou parestesia.( Wang K M, YaoS M, Xian Y L, Hou Z 1985 A study on the receptive field of acupoints and the relationship between characteristics of needle sensation and groups of afferent fibres.Scientia Sinica 28:963-971)
Ação segmentar e supra-segmentar da acupuntura
Ação segmentar da acupuntura é o conjunto de mecanismos fisiológicos que ocorrem do local do estímulo com agulha até a medula espinhal. O estímulo de fibras nervosas "A δ" por agulhas de acupuntura ativa o interneurônio inibitório, ou célula pedunculada, na lâmina II do corno posterior da medula espinhal. A célula pedunculada, com a liberação de metencefalina, bloqueia, na área conhecida como Substância Gelatinosa, a transmissão do sinal da dor conduzido pelas fibras tipo "C" para os tratos ascendentes da medula. Por outra via ascendente, o Trato espino talâmico, o estímulo da fibra "A δ" é conduzido ao Córtex cerebral, onde são interpretadas, ou "percebidas" as sensações de peso, distensão, calor ou parestesia que ocorrem durante o estímulo por acupuntura.
O estímulo das fibras A δ prossegue através do Trato espino talâmico até o córtex cerebral, onde é percebido conscientemente e à medida que segue neste trajeto, há colaterais para os diversos níveis da medula espinhal, com liberação de Beta-endorfina, um dos tipos de Morfina do próprio organismo, e afetando vias neurológicas descendentes que terminam por reforçar a estimulação da célula pedunculada, com efeito analgésico sobre o estímulo das fibras tipo C, e que usam o neurotransmissor Serotonina, o chamado "Hormônio do bem-estar", o que explica bem os efeitos da acupuntura não só no tratamento da dor, como também da Depressão e dos estados de Ansiedade.
Ação Central da acupuntura
O estímulo da agulha de acupuntura atinge áreas do encéfalo mais elevadas, como o Hipotálamo e a Hipófise, promovendo o equilíbrio do funcionamento destes centros. Como a Hipófise é uma Glândula, ocasionalmente chamada de Glândula Mãe, que coordena a função de diversas outras glândulas do corpo, o efeito da acupunturasobre este órgão afeta o funcionamento das Glândulas supra renais, da Tireóide, dos ovários, dos testículos, e assim tem ação terapêutica sobre a Hipertensão arterial, Dismenorréia, Tensão pré-menstrual, disfunções da Libido, e outras patologias.
Neurotransmissores na acupuntura
Até o presente momento, sabe-se que a acupuntura afeta a expressão e ou liberação de serotonina, e dos peptídeos opióides beta-endorfina, meta-encefalina, e dinorfina. A colecistocinina, peptídeo envolvido no processo digestivo, é antagonista da acupuntura.( Han J S, Ding X Z, Fan S G 1986 Cholecystokinin octapeptide (CCK-8): Antagonism to eletroacupuncture analgesia and a possible role in eletroacupuncture tolerance. Pain 27:101-115)
Em dado momento, postulou-se que a ação da acupuntura seria fruto apenas da liberação de endorfinas, entretanto, a rápida instalação da analgesia e sua duração maior que o tempo de aumento da quantidade de opióides pela acupuntura liberados demonstra que outros mecanismos estão envolvidos.
Em resumo, a acupuntura pode ser entendida como um conjunto de procedimentos terapêuticos que visam introduzir estímulos em certos lugares anatomicamente definidos - os pontos de acupuntura- a fim de obter do organismo, em resposta, a recuperação global da saúde, ou a prevenção da doença, através de incremento dos processos regenerativos, de normalização das funções orgânicas de regulação e controle, de modulação da imunidade, de promoção de analgesia, de harmonização das funções endócrinas, autonômicas e mentais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Astrologia Chinesa: 2018 O Ano do Cachorro de Terra

O Relógio Cósmico

Saúde para todos pela MTC