Propriedades da Plantas


As plantas pela Medicina Tradicional chinesa podem ser classificadas:
- segundo as suas propriedades térmicas: quentes, mornas, frescas e frias, podendo ainda falar-se de uma quinta propriedade, a neutra.
- segundo os cinco sabores: azedo (ácido), amargo, doce, picante e salgado, teoria elaborada por Chou Li em 770-476 a.C.
- segundo as quatro direções: ascendente, descendente, circulante (flutuante) e submersiva. Sistema de classificação geralmente atribuído a Li Tung 1180-1251 d.C.
As ervas com propriedades mornas ou quentes são Yang em natureza. Elas dispersam o vento e o frio interno, aquecem o Baço e o Estômago, reabastecem o Yang, também possuem ações estimulantes e fortalecedoras. Ervas dessa natureza incluem o acônito, gengibre seco, canela e tratam várias doenças do frio.
As drogas com propriedades frescas ou frias removem o calor, aliviam a inflamação patogênica, acalmam os nervos devido à sua ação inibitória e servem também como antibióticos, sedativos e antiflogísticos para doenças febris.
Devido a variação na constituição corpórea, a circulação do Qi (energia), sangue e meridianos, assim como as manifestações externas da doença, as ervas com a mesma classificação com frequência diferem nos seus efeitos terapêuticos. Cada um dos 5 sabores, determinados a partir de experiências a longo prazo, tem as suas próprias funções específicas. Geralmente as plantas de sabor picante exercem efeitos de dispersão e promoção; as de sabor doce de tonificação e regulação; as de sabor amargo efeitos fortalecedores e purgantes; as de sabor azedo efeitos adstringentes e as de sabor salgado efeitos suavizantes e purgantes. As ervas picantes como gengibre fresco e menta dispersam os patógenos externos, por exemplo. As ervas doces são tônicas e lenitivas; As ervas amargas têm a ação de secar a umidade e são purgantes. As ervas azedas amolecem, fortificam e umedecem. As salgadas tratam fleuma estagnado. Ervas suaves, sem sabor,são diuréticas.
O especialista em fitoterapia chinesa pode mudar as características de uma erva processando-a ou formulando-a de maneira que se ajuste às necessidades da doença. As ervas cozidas numa solução salgada ou no vinagre (por exemplo) tornam-se descendentes ou de submersão. As ervas cozidas em vinho ou com gengibre tornam-se ascendentes e circulantes nas suas características. Após séculos de uso empírico de remédios herbários, os chineses descobriram que os efeitos de ervas isoladas mudam de acordo com o ambiente herbal. Algumas combinações intensificam uma ação enquanto que outras tornam-se tóxicas ou reduzem a efetividade.
Esses efeitos farmacológicos de uma combinação herbária são difíceis de analisar porque a fórmula pode consistir de qualquer de quatro a doze ervas Os efeitos farmacológicos das combinações herbárias sobre o organismo humano provaram-se muitos complexos. Isto demonstra que a fitoterapia chinesa na sua complexidade provou a sua eficiência no decorrer dos séculos, assim como na atualidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Astrologia Chinesa: 2018 O Ano do Cachorro de Terra

O Relógio Cósmico

Saúde para todos pela MTC